kefir

Você sabe o que é kefir e como ele ajuda na sua saúde?

O probiótico que ganhou espaço nas dietas promete agregar muitos nutrientes e ajudar no emagrecimento

Alimento que ganhou o coração de quem segue um estilo de vida saudável, o kefir é uma bebida fermentada e produzida por meio da ação de micro-organismos do grão de polissacarídeos, um tipo de carboidrato. Geralmente o leite (de vaca, cabra ou de ovelha) é utilizado para a reprodução da colônia, mas a água junto com o açúcar também funcionam. Continue lendo



Dietas low carb e low fat: diferenças e vantagens

Você conhece as vantagens das dietas low carb e low fat e as diferenças entre elas? Sabe qual das duas é mais indicada para você emagrecer com saúde?

Dietas com poucas gorduras ou poucos carboidratos estão em evidência já há alguns anos, mas você deve tomar cuidado e se informar bastante antes de colocá-las em prática.

Ambas as dietas pregam a redução do consumo de determinado grupo de alimentos, mas atenção, elas não são dietas totalmente restritivas, ou seja, você reduz o consumo de determinado tipo de alimento mas não o exclui por completo. Excluir por completo um grupo de alimentos da sua dieta pode ser arriscado.

O ideal, no caso destas duas dietas, para não prejudicar sua saúde, é escolher bem os alimentos que serão consumidos e fazer substituições que sejam saudáveis e nutritivas.

É importante lembrar também que cada organismo funciona de um jeito, portanto uma dieta que deu certo para alguém que você conhece pode não ser a mais indicada para você.

Em todo caso, ressaltamos que não existe milagre, para que qualquer dieta dê certo você deve reduzir a quantidade de alimentos consumidos, aumentar a qualidade nutricional das sua refeições, tomar água e praticar exercícios físicos.

Ter o acompanhamento de um profissional de nutrição também é indicado para quem quer emagrecer de forma saudável. O nutricionista pode te dar as orientações nutricionais corretas e elaborar um plano alimentar personalizado!

Entenda como as dietas low carb e low fat funcionam e descubra qual das duas é a mais indicada para que você consiga alcançar seu objetivo de emagrecer com saúde.

Dieta Low Carb

Consiste na redução da ingestão de carboidratos e aumento no consumo de proteínas e gorduras.

O consumo de carboidrato deve ser reduzido de 5% a 45% ao longo do dia, devendo atingir no máximo 200g por dia.

Além da redução da ingestão de carboidratos, deve-se aumentar proporcionalmente o consumo de proteínas e gorduras.

Tanto as proteínas quanto as gorduras teriam o papel de ampliar o gasto energético, preservando a massa magra e propiciando uma maior saciedade, já que com a restrição de carboidratos, o organismo precisa de outras fontes de energia.

Esta configuração, com menos carboidratos e mais proteínas e gorduras boas, regula os níveis de insulina e ajuda o corpo a queimar a gordura em excesso diminuindo os índices de triglicérides e colesterol.

O que consumir em uma Dieta Low Carb

  1. Carnes em geral (in natura), como: carne bovina, suína, aves, peixes e frutos do mar;
  2. Ovos de todos os tipos (menos os de chocolate! hehehe!);
  3. Queijos amarelos e nata/creme de leite;
  4. Vegetais com baixo teor de carboidratos como: folhas verdes (alface, rúcula, agrião, escarola, endívia, couve, repolho, espinafre), abobrinha, brócolis, tomate, cebola, alho, pimentão, alcachofra, chuchu, aspargos, palmito, rabanete, pepino, berinjela, quiabo, vagem, couve-flor;
  5. Frutas pobres em carboidratos como (em pouca quantidade por causa da frutose): abacate, coco, morangos, amoras, mirtilos, ameixa, carambola, framboesa, melão, melancia e pêssego;
  6. Oleaginosas como nozes, castanhas do caju e do Pará, amêndoas, pistaches, macadâmias, semente de abóbora e girassol etc.
  7. Gorduras e óleos: Óleo de coco, manteiga, banha, azeite de oliva, óleo de peixe, óleo de abacate etc;
  8. Kefir (tanto o de leite quanto o de água);
  9. Temperos, especiarias e condimentos;
  10. Café, chá, água e demais bebidas sem açúcar (refrigerante zero e águas saborizadas).

O que não consumir em uma Dieta Low Carb

  1. Leite puro;
  2. Legumes com muito carboidratos como: batata, cenoura, beterraba, mandioca etc;
  3. Leguminosas: lentilhas, ervilhas, grão-de-bico, feijões etc;
  4. Doces e açúcar refinado: refrigerantes, suco de frutas, sorvete, doces e bolos e tudo o que leva açúcar refinado ou glucose de milho.
  5. Tudo o que for produzido com farinhas (nem branca nem integral);
  6. Grãos e cereais: arroz (integral ou não), quinoa, aveia, milho, couscous, triguilho, cevadinha etc.
  7. Bebidas alcoólicas;
  8. Alimentos industrializados altamente processados (como linguiças, embutidos) ou com alto índice de gorduras trans: snacks, salgadinhos, bolachas recheadas etc.
  9. Produtos light e diet pois em geral costumam ser ricos em carboidratos e recheado de conservantes.

Riscos

A dieta low carb, por ser rica em proteínas, tende a deixar o ph do sangue muito ácido, podendo gerar diversas complicações a longo prazo como, a osteoporose.

Uma dica importantíssima é aumentar o consumo de água para evitar a sobrecarga da função renal devido ao maior consumo de proteínas.

Dieta Low Fat

Consiste na redução da ingestão de gorduras. No máximo 30% das calorias consumidas no dia podem vir de gorduras, o resto deve se dividir em 45 a 65% de carboidratos e 10 a 35% de proteínas magras.

Dietas low fat são geralmente as que preconizam a alimentação à base de vegetais. Elas limitam a ingestão de produtos de origem animal, como ovos, carne e produtos lácteos integrais.

Este tipo de dieta limita a ingestão da maioria dos alimentos de origem animal e até mesmo de alimentos de origem vegetal altos teor de gordura, como óleos (de soja, canola, milho e girassol), nozes e abacates.

Uma dieta com baixo teor de gordura pode ajudar a tratar algumas doenças graves, incluindo diabetes e doenças cardíacas.

Se 100 gramas de proteínas ou carboidratos fornecem em média 400 calorias, e 100 gramas de gordura fornecem mais que o dobro (900 calorias), uma dieta com baixo consumo de gordura tende a promover uma maior perda de peso.

O que consumir em uma Dieta Low Fat

Frutas (com baixo teor de gordura), verduras e legumes em geral, grãos e cereais integrais, carnes muito magras (peixes e peito de frango sem pele) e leites e iogurtes desnatados.

O que não consumir em uma Dieta Low Fat

De maneira geral a dieta low fat preconiza um consumo mínimo de gorduras, portanto deve-se riscar do cardápio as carnes gordas, queijos, leites, massas, qualquer tipo de fritura, manteiga, margarina, doces e sobremesas em geral.

Também deve-se editar os alimentos industrializados altamente processados (como linguiças, embutidos) ou com alto índice de gorduras trans: snacks, salgadinhos, bolachas recheadas etc.

Riscos

Deve-se tomar muito cuidado com o aumento do consumo de carboidratos para não haver ganho de peso. Não adianta diminuir a quantidade de gordura das refeições e compensar acrescentado muitos carboidratos. O ideal é que se faça refeições balanceadas.

No fim das contas, qual é a melhor?

Seja qual for a dieta escolhida, lembre-se de tentar optar por alimentos com alto valor nutricional e se possível, sempre busque o acompanhamento de um profissional de nutrição

Mesmo as dietas com poucas gorduras ou poucos carboidratos devem ser balanceadas e nutritivas utilizando o máximo dos alimentos permitidos.

Opte por alimentos in natura e evite alimentos industrialmente processados.

As refeições da FrozenDiet são produzidas com alimentos de qualidade, orgânicos e altamente nutritivos.

Todo nosso cardápio é balanceado, fit, low carb e low fat!

Clique aqui e peça agora!

Do congelador à sua mesa em 3 minutos!

Emagreça com saúde!
Emagreça com FrozenDiet!
(43) 3256-2981


Benefícios da alimentação vegetariana para o emagrecimento saudável

A dieta vegetariana traz muitos benefícios reais para a saúde e o bem estar de quem a pratica.

Quando bem montada e balanceada é ótima fonte de nutrientes, vitaminas e sais minerais, que além de equilibrar as funções de nosso organismo, podem ajudar a cuidar da beleza!

O número de adeptos da alimentação vegetariana está crescendo cada vez mais em todo o mundo. Isso demonstra que, o que muitos acreditavam ser apenas uma “moda boba e passageira”, está se tornando na verdade um estilo de vida praticado por milhões de pessoas que buscam uma vida mais saudável.

Para além do que tange as questões relacionadas às restrições alimentares causadas por alergia ou éticas relacionadas ao apreço pela vida animal, cortar a carne do cardápio pode trazer inúmeras consequências benéficas ao nosso organismo em geral.

Conheça agora alguns dos principais benefícios da alimentação vegetariana e saiba como aproveitar da melhor maneira tais vantagens para potencializar sua beleza e para alcançar o tão sonhado emagrecimento saudável:

#1 Melhora o funcionamento do intestino

Quem busca emagrecer de forma saudável sabe que o funcionamento regulado do intestino tem influência direta na perda de peso.

Por isso, quando iniciamos uma dieta rica em verduras e legumes, notamos que o intestino passa a funcionar de forma muito mais regular devido a introdução de uma dieta rica em fibras e nutrientes essenciais.

Além de ajudar a reduzir o apetite e evitar a prisão de ventre, a ingestão de fibras pode ajudar a controlar problemas sérios de saúde, como diabetes.

De forma geral, todos os alimentos de origem vegetal, como frutas, verduras, legumes, cereais como arroz integral e milho, feijão, grão-de-bico e as frutas secas são ótimas fontes de fibras.

Um outro fator interessante é que quando nosso intestino está funcionando corretamente, nosso organismo não reabsorve toxinas, e isso ajuda a regular a oleosidade da pele e dos cabelos.

Portanto, manter o intestino regulado contribui diretamente para a saúde da nossa pele e cabelos além de ser um aliado de um emagrecimento saudável

#2 Acelera o emagrecimento

Um estudo publicado em junho de 2017 pela revista científica Journal of the American College of Nutrition atesta que uma dieta vegetariana acelera o metabolismo, reduz a gordura corporal e o peso corporal até duas vezes mais que as dietas tradicionais de baixas calorias.

O estudo acompanhou durante seis meses 74 pessoas com diabetes tipo 2, que foram divididas em dois grupos de controle: um adotou uma dieta vegetariana e o outro uma dieta de baixa caloria tradicional. A ideia inicial era ver o impacto dessas dietas na saúde dos diabéticos mas os resultados foram  surpreendentes.

Em comunicado ao ScienceDaily, a autora principal do estudo e diretora de pesquisa clínica do Physicians Committee for Responsible Medicine em Washington DC, Dra. Hana Kahleová, afirma que “as dietas vegetarianas provaram ser as mais eficazes para a perda de peso. De qualquer maneira, demonstramos também que uma dieta vegetariana é muito mais eficaz na redução da gordura muscular, melhorando assim o metabolismo. Esse achado é importante para as pessoas que estão tentando perder peso, incluindo aqueles que sofrem de síndrome metabólica e/ou diabetes tipo 2, mas também é relevante para qualquer pessoa que leve seu controle de peso a sério e queira permanecer magro e saudável “.

#3 Pele mais saudável

 A pele é o órgão mais extenso do corpo humano. Dinâmica e em constante renovação, é formada por três camadas distintas: epiderme (camada externa), derme (camada média) e hipoderme ou subcutânea (mais interna).

Essencial ao nosso bem-estar e à saúde em geral, mantê-la saudável é muito importante. Além de atuar como a primeira barreira de defesa do organismo contra vírus e bactérias, a pele é responsável por manter o equilíbrio dos líquidos e a temperatura corporal.

Uma dieta vegetariana bem balanceada tende a ter elevadas quantidades de vitaminas e sais minerais antioxidantes, veja como alguns deles agem e em quais alimentos são encontrados:

  • Vitamina A

Vegetais como cenoura, espinafre, manga e mamão são reconhecidos como ótimas fontes de de vitamina A, pois contêm carotenóides como o betacaroteno, substância que no organismo é quebrada dando origem a duas moléculas de vitamina A.

Além de ser antioxidante, a vitamina A aumenta a produção de colágeno, ajuda a clarear as manchas da pele e protege contra os danos da exposição ao sol tornando a pele mais viçosa, firme e com menos linhas de expressão.

  • Vitamina C

Pimentão amarelo, laranja, morango, mamão papaia, kiwi, goiaba vermelha, tomate, manga e brócolis são alimentos ricos em vitamina C. Esta vitamina facilita a absorção do colágeno, responsável pela firmeza da pele. Tem ainda efeito fotoprotetor contra os raios UVA e UVB que a curto prazo, devido a alteração das fibras de colágeno e elastina, podem causar manchas e envelhecimento e a longo prazo, rugas, flacidez e até câncer de pele.

  • Vitamina E

Alimentos de origem vegetal ricos em gordura, como as sementes de girassol, avelãs, nozes, amendoim e castanhas são ótimos fornecedores de Vitamina E, reconhecida por suas propriedades cicatrizantes, antioxidantes e como um potente lubrificante e hidratante para a pele.

  • Zinco

Semente de abóbora, grão de bico, gérmen de trigo, cogumelos, espinafre, castanha de caju e cacau são alimentos ricos em zinco, mineral que tem ação antibacteriana e age como um anti-inflamatório natural inibindo a proliferação dos micro-organismos causadores da acne.

  • Selênio

Castanha-do-Pará, farelo de trigo, arroz, feijão, centeio, aveia, sementes de girassol, Cogumelo Crimini e Shitake são ricos em selênio. Este mineral que, além de ser considerado um método natural para curar a acne, ajuda na formação de antioxidantes no organismo, combatendo os radicais livres que danificam células e levam ao envelhecimento precoce.

Em todos os casos, a adoção de uma dieta vegetariana deve ser bem feita, balanceada e se possível elaborada e acompanhada de perto por um profissional da área de nutrição, a fim de evitar qualquer prejuízo à saúde.

O que os estudos têm provado é que, se executada de forma correta, a dieta vegetariana traz sim inúmeros benefícios para o organismo e contribui de forma importante no combate à obesidade e à doenças relacionadas à síndrome metabólica – conjunto de condições que aumentam o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabetes.

Muitas vezes, as pessoas tem interesse em adotar uma alimentação vegetariana mas não sabem como dar o primeiro passo de maneira segura.

Para te ajudar a começar a aproveitar todos os benefícios deste tipo de alimentação, conte conosco, conheça nosso cardápio!

A FrozenDiet tem ótimas opções para você incluir de forma prática a alimentação vegetariana no seu dia a dia! Clique aqui e confira!

Emagreça com saúde!
Emagreça com FrozenDiet!
43. 3256-2981


3 tipos de peixes para emagrecer com saúde

Na hora de montar o cardápio de uma dieta para emagrecimento, devemos buscar por alimentos que sejam, além de leves e saudáveis, que ajudem a saciar a fome. Neste artigo vamos sugerir 3 tipos de peixes para emagrecer com saúde!

Peixes são uma fonte de proteína nutritiva, versátil, deliciosa e menos calórica. Um estudo realizado na Universidade de Harvard e publicado no New England Journal of Medicine no ano passado, aponta que a inclusão de uma maior quantidade de peixe no cardápio (em substituição à carne vermelha) aliada a uma dieta balanceada, a longo prazo pode reduzir significativamente os riscos de uma morte prematura, ligada muitas vezes à problemas cardíacos desenvolvidos devido o excesso de peso, obesidade e ao sedentarismo.

É importante salientar também que, além de mais saudável, a carne do peixe –  que tem praticamente a mesma quantidade de proteínas das carnes de boi, porco e aves – é uma proteína de fácil digestão e rica em metionina e lisina aminoácidos essenciais e de fundamental importância para quem deseja emagrecer:

  • Metionina: Esta substância é um agente lipotrópico (ajuda o fígado a processar as gorduras) e está ligada à produção de creatina, nutriente que potencializa o ganho de energia e ajuda a melhorar o desempenho atlético.
  • Lisina: Estudos indicam que esta substância é um potencial suplemento anti-ansiedade pois age como um antagonista dos receptores de serotonina. Assim como outros aminoácidos, também é utilizada na fabricação de proteínas, vital para o crescimento e manutenção dos tecidos.

Nutricionalmente rico e com alto teor de vitaminas A, D e B12, ferro, cálcio, fósforo, cobre, selênio e iodo a carne do peixe ajuda controlar também os níveis de colesterol no sangue, pois possui uma gordura muito mais saudável, corroborando ainda mais para potencializar dietas emagrecedoras.

Em comparação às carne vermelhas, a carne do peixe contém teor menor de gordura saturada e é rica em ácidos graxos ômega 3 e 6, dois tipos de gordura poliinsaturada, que ajudam, entre outros benefícios, a diminuir o colesterol ruim (LDL) e aumentar os níveis do colesterol bom (HDL).

Além de todos os benefícios que apontamos acima, incluir o peixe em sua dieta alimentar traz ainda inúmeras vantagens para a sua saúde de forma geral como melhorar a concentração e a memória e ajudar a reduzir processos inflamatórios. Para aproveitar tudo isso e muito mais, especialistas sugerem o consumo de peixes pelo menos de duas a três vezes na semana.

Você quer ganhar massa magra? Ou turbinar a queima de gordura? Ou ainda deseja somente manter e melhorar a saúde? E você saberia qual peixe consumir de acordo com o foco da sua dieta emagrecedora?

Conheça abaixo 3 tipos de peixes que você pode inserir no seu cardápio para emagrecer com saúde de acordo com os objetivos da sua dieta!

Nós da FrozenDiet indicamos três peixes que são os queridinhos do nosso cardápio e que vão te ajudar a ter uma vida mais fit e saudável: tilápia, salmão e bacalhau. Saiba mais sobre cada um deles agora:

# Tilápia

É um peixe de carne bem branca, magra, leve, sabor marcante, textura firme e muito apreciada pois tem baixo teor de gordura e seu filé tem pouco espinho.

Versátil e de fácil digestão a tilápia é indicada para quem deseja potencializar o emagrecimento e acelerar o processo hipertrofia.

Seu impressionante teor de proteínas (uma porção de 100 g tem aproximadamente 26 g de proteína) potencializa o ganho de massa muscular magra e também acelera o processo de reparação muscular.

Método de preparo indicado: Cru, grelhado ou no vapor.

Tilápia – Informações nutricionais*
Quantidade por………….100 gramas
Calorias………….129
Gorduras Totais………….2,7 g
Gorduras Saturadas………….0,9 g
Gorduras Poliinsaturadas………….0,6 g
Gorduras Monoinsaturadas………….1 g
Colesterol………….57 mg
Sódio………….56 mg
Potássio………….380 mg
Carboidratos………….0 g
Fibra Alimentar………….0 g
Açúcar………….0 g
Proteínas………….26 g
Vitamina………….A 0 IU
Cálcio………….14 mg
Vitamina D………….150 IU
Vitamina B12………….1,9 µg
Vitamina C………….0 mg
Ferro………….0,7 mg
Vitamina B6………….0,1 mg
Magnésio………….34 mg

* Fonte: USDA Food Composition Databases

# Bacalhau

Apesar de ser conhecido como um peixe usado com maior frequência em eventos e ocasiões especiais, o bacalhau é um ótimo peixe para ser inserido no cardápio cotidiano de quem deseja emagrecer.

Sua carne é branca, forte e de sabor marcante, é uma rica fonte de vitaminas A, D e K, e de ácidos graxos ômega 3, tem ainda em sua composição cálcio e magnésio.

Vale uma atenção redobrada com a sua quantidade de sódio, deve ser dessalgado cuidadosamente. A água do dessalgue deve ser trocada várias vezes, e durante o processo é indicado manter em geladeira para evitar a  proliferação de bactérias.

É um proteína de alto valor nutricional, de fácil digestão e é uma proteína magra, com baixo índice calórico (uma porção de 100 g tem aproximadamente 82 calorias). Perfeita para ser incluído em uma dieta de emagrecimento!

Método de preparo indicado: Grelhado, assado ou cozido.

Bacalhau do atlântico – Informações nutricionais*
Quantidade por………….100 gramas
Calorias………….82
Gorduras Totais………….0,7 g
Gorduras Saturadas………….0,1 g
Gorduras Poliinsaturadas………….0,2 g
Gorduras Monoinsaturadas………….0,1 g
Colesterol………….43 mg
Sódio………….54 mg
Potássio………….413 mg
Carboidratos………….0 g
Fibra Alimentar………….0 g
Açúcar………….0 g
Proteínas………….18 g
Vitamina A………….40 IU
Cálcio………….16 mg
Vitamina D………….36 IU
Vitamina B12………….0,9 µg
Vitamina C………….1 mg
Ferro………….0,4 mg
Vitamina B6………….0,2 mg
Magnésio………….32 mg

* Fonte: USDA Food Composition Databases

# Salmão 

É conhecido por sua carne em tom avermelhado ou róseo-alaranjado, devido a presença a astaxantina, carotenoide sintetizado por algas e organismos unicelulares, alimento dos camarões que por sua vez são a comida preferida do salmão.

Rico em ômega 3, lidera nosso top 3 como um dos melhores peixes para ajudar quem quer emagrecer.

Sua proteína de alta qualidade ajuda a manter a massa muscular magra durante o processo de perda de peso.

Sob este mesmo aspecto, o ômega 3 também exerce um papel interessante. Além de diminuir os níveis de colesterol, ele está ligado ao aumento do ganho de massa muscular e ajuda a emagrecer pois quanto mais músculos você tem, mais calorias você queima.

Método de preparo indicado: Cru, grelhado, assado ou no vapor.

Salmão – Informações nutricionais*
Quantidade por………….100 gramas
Calorias………….208
Gorduras Totais………….13 g
Gorduras Saturadas………….3,1 g
Gorduras Poliinsaturadas………….3,9 g
Gorduras Monoinsaturadas………….3,8 g
Colesterol………….55 mg
Sódio………….59 mg
Potássio………….363 mg
Carboidratos………….0 g
Fibra Alimentar………….0 g
Açúcar………….0 g
Proteínas………….20 g
Vitamina A………….50 IU
Cálcio………….9 mg
Vitamina D………….0%
Vitamina B12………….3,2 µg
Vitamina C………….3,9 mg
Ferro………….0,3 mg
Vitamina B6………….0,6 mg
Magnésio………….27 mg

* Fonte: USDA Food Composition Databases

CONCLUSÃO

Inserir peixe no cardápio é uma ótima opção para todas as pessoas que desejam uma alimentação mais saudável.

Versáteis, saborosos e com ótimos índices nutricionais, as carnes brancas dos peixes devem assumir posição de destaque nas refeições e substituir, sempre que possível, o consumo de carne vermelhas e derivados.

Para quem, além de saúde, deseja um emagrecimento saudável, as carnes de peixe são melhores pois em geral são ricas em nutrientes, sais minerais e vitaminas.

Contém ainda uma gordura mais saudável, que pode ajudar a acelerar o metabolismo fazendo perder peso e ganhar massa muscular magra quando associadas à uma dieta saudável e exercícios.

Muitas vezes as pessoas tem interesse em adotar uma alimentação leve, fit e saudável mas não sabem como dar o primeiro passo de maneira segura.

Para te ajudar a começar a aproveitar todos os benefícios deste tipo de alimentação, conte conosco, conheça nosso cardápio!

A FrozenDiet tem ótimas opções para você incluir de forma prática o peixe em sua alimentação cotidiana! Clique aqui e confira!

Emagreça com saúde!
Emagreça com FrozenDiet!
43. 3256-2981