blog02

5 Alimentos que auxiliam no combate à inflamação

Estão disponíveis no mercado alimentos que auxiliam o combate de substâncias produzidas pelo corpo que estimulam a inflamação. Muitas pessoas, sem ter o conhecimento sobre isso, acabam compondo uma dieta com vários alimentos pró-inflamatórios, ao invés de escolher os anti-inflamatórios. Esse tipo de alimentação contribui para que ocorra maior produção de substâncias que causam as inflamações.

Muitos desconhecem que mesmo a prática de esportes também gera inflamação e lesão celular. Como já foi muito abordado na literatura científica, esportes como os treinamentos intervalados de alta intensidade (HIIT), embora tragam inúmeros benefícios à saúde e emagrecimento, exigem adaptações fisiológicas importantes para a resposta adaptativa ao exercício, que geram inflamação e estresse oxidativo. Portanto ressalta-se a importância da inclusão de alimentos com efeitos reparadores. Caso não haja o suporte nutricional adequado, este estímulo desequilibrado do estresse oxidativo induzido por treinos intensos, prolongados, ou exaustivos, gera um processo inflamatório crônico que leva a um aumento dos riscos de lesões overtraining e overreaching. Dito isto, é importante notar que a alimentação indicada de acordo com as necessidades individuais e com alimentos anti-inflamatórios, modulam este quadro.

Diversos alimentos podem atuar na modulação da inflamação e dano muscular; contribuem para o emagrecimento e ajudam a fortalecer o sistema imunológico, deixando o organismo mais resistente aos resfriados e à outras doenças; quando consumidos de forma equilibrada e como parte de uma alimentação saudável e orientada conforme as necessidades individuais.

Algumas doenças inflamatórias comuns, como a artrite reumatoide, podem ser prevenidas, ou até mesmo tratadas por esses alimentos. Mas, o ponto principal é saber quais são os alimentos que combatem inflamações, e nós vamos falar de alguns de uma maneira bem simples:

  1.      Peixes ricos em ômega-3

blog01

Os peixes que têm grandes quantidades de ômega-3 são importantes para fortalecer o sistema imunológico. Estes, se consumidos de 3-5 vezes por semana, combatem doenças inflamatórias e contribuem para a manutenção da saúde.

  1.      Chá verde

No chá verde é possível encontrar as catequinas, substâncias que melhoram a defesa antioxidante dos praticantes de atividade física. Essa propriedade diminui as tensões musculares e os danos às células, tornando a recuperação mais rápida. O chá também tem propriedades termogênicas, ou seja, atua acelerando o metabolismo e consequentemente aumentando a queima de gordura.

  1.      Os temperos

blog03

Algumas especiarias possuem efeitos anti-inflamatórios, principalmente a cúrcuma e gengibre. Doenças inflamatórias como a artrite podem ser suprimidas pela cúrcuma. Já o gengibre tem o poder de diminuir as dores da osteoartrite do joelho, se consumido de forma purificada.

  1.      Grãos integrais

blog04

Substituir os refinados como o pão branco, arroz, cereais e massas, por grãos e cereais integrais, pode ajudar a manter as inflamações longe. Os grãos integrais possuem mais fibras e menos açúcar, diminuindo os níveis de proteína C-reativa, um marcador de inflamação no sangue.

  1.      O azeite

blog05

Devido a presença dos tocoferóis, substâncias antioxidantes que apresentam efeito inibitório na síntese de colesterol ruim, o azeite atua reduzindo seus níveis e regulando o colesterol. É rico em ácidos graxos monoinsaturados, principalmente o oleico (ômega-9), que aumenta o HDL (“bom” colesterol). Por ser fonte de antioxidantes, pode prevenir doenças degenerativas e câncer; além de sua ação anti-inflamatória.

Vários desses alimentos você encontra nos pratos Frozen Diet.

Nossos pratos são completamente simples de se consumir, além de serem extremamente saborosos e carregarem propriedades que restauram o organismo, tendo todos os componentes necessários para uma dieta saudável.

Conheça o nosso setor: www.frozendiet.com.br/cardapio

Como reverter a obesidade com a alimentação
Realize uma reeducação alimentar em 10 dias

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *